sexta-feira, 15 de junho de 2012

Meu mundo não teria razão...

Minha cor
Minha flor
Minha cara
Quarta estrela
Letras, três
Uma estrada
Não sei se o mundo é bom
Mas ele está melhor
desde que você chegou
E perguntou:
Tem lugar pra mim?
Espatódea
Gineceu
Cor de pólen
Sol do dia
Nuvem branca
Sem sardas
Não sei se esse mundo é bom
Mas ele está melhor
Porque que você chegou
E explicou o mundo pra mim
Não sei se esse mundo está são
Mas pro mundo que eu vim já não era
Meu mundo não teria razão
Se não fosse a "Cecília"...
(Nando Reis)

sábado, 9 de junho de 2012

Completa de música, por favor!


Todos que me conhecem sabem que eu sempre fui movida à música. Desde pequenininha, já ia pra escola ouvindo um som no meu walkman da sony amarelo, depois ganhei meu discman prateado e ouvia no ônibus voltando do colégio para casa. Levava um monte de CD na mochila, aliás, tinha mais CD na mochila do que caderno, e quer saber? Sempre me orgulhei disso. Até consigo fazer várias coisas sem música, talvez seja mais triste, mas até consigo. Mas tem uma coisa que, definitivamente, não dá. Viajar sem música não dá. Sentir o vento no rosto, a sensação de liberdade e não ouvir a músicas entrando nos meus ouvidos é como pegar a estrada e não sair do lugar. Em uma viagem pode até faltar gasolina, mas se faltar música eu não chego. Posso esquecer a maquiagem, o tênis, e até as mamadeiras,  mas se eu esquecer as músicas eu canto! Adoro ser DJ de estrada, talvez essa seja minha profissão mais autêntica. Coloco todos os meus gêneros para fora, e quanto mais eclética for a seleção de músicas mais divertida fica a viagem. Em uma viagem de seis horas, podemos começar ouvindo Los Hermanos "pra te acompanhar", soltar a garganta ao som da Adele "... we could've had it all , rolling in the deep...", cantar os poemas do Vinícius à voz do Tom "...podem me chamar e me pedir e me rogar e podem mesmo falar mal, ficar de mal que não faz mal.." e quando a criança acordar a família vai ter que cantar junto e fazer uma sessão nostálgica para ela cantando e batendo palmas a Arca de Noé, os saltimbancos trapalhões e o balão mágico, afinal,  "também quero viajar nesse balãaaaaaaaao...". Mas vejam só, a criança dormiu de novo, que tal um pink floyd para relaxar "... she could take it back, she might take it back, some day..."da vontade de fechar os olhos, levantar os braços e...olha a curva, o caminhão, nossa como chove.  Coloca o Seu Jorge pra dar uma animada, porque a noite está chegando, e o cansaço também, "...américa do norte vai sambar também, américa do norte vai sambar again...". Uma pausa para um café? Nossa, spice girls é coisa da minha pré-adolescência ..."I see the setting sun, of another passing day..." hahah, eu ainda sei cantar! Estamos chegando? Posso colocar um Led pra encerrar com chave de ouro? “...Is this to end or just begin? all of my love, all of my love , oh all of my love to you now..." . Uffa. Chegou. Stop.

Segue o link de umas das músicas que marcaram presença na nossa viagem. Faz parte de um show que eu gostaria de ter ido na minha vida, mas infelizmente eu só tinha nove anos!

domingo, 3 de junho de 2012

Dueto



Consta nos astros, nos signos, nos búzios
Eu li num anúncio, eu vi no espelho, tá lá no evangelho, garantem os orixás
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta nos autos, nas bulas, nos dogmas
Eu fiz uma tese, eu li num tratado, está computado nos dados oficiais
Serás o meu amor, serás a minha paz
Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
Mas se o destino insistir em nos separar
Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz
Consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela
Está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
Consta nos Ovnis, no Pravda, na Vodca
Serás o meu amor, serás a minha paz!


(Chico Buarque)



quarta-feira, 23 de maio de 2012

To de volta!

Por trás de uma criança tem sempre uma mãe, e por trás dessa mãe tem sempre uma mulher cheia de desejos, vontades e inseguranças, afinal, vocês podem até não acreditar mas mãe também sente medo, sofre e chora baixinho quando você já esta dormindo!
Quase 1 ano sumida aqui do blog! Entre fraldas e mamadeiras minha vida sofreu mais algumas mudanças e aquele velho inimigo meu, o tempo, não ajudou muito para que eu conseguisse marcar minha presença por aqui. O fato é: to de volta! E com muita coisa pra contar!
Como disse aí em cima, a correria do dia-a-dia não tá fácil. Depois que você vivencia a experiência da maternidade você descobre que aquele velho ditado "largar a barra da saia da mãe" serve mais para as mães do que propriamente para os filhos. É isso mesmo, é mais difícil para nós mães vermos os nossos filhos largando nossas saias do que eles próprios, que depois que descobrem que leite com nescau é mais gostoso trocam facilmente o nosso leite cheio de anticorpos por um belo toddynho! É nós sofremos. Sentimos falta e ao mesmo tempo vibramos com essas conquistas deles! É um momento importante para eles e para nós. É o nosso momento também, momento de voltar a ser nós mesmas de novo, com as nossas vontades e desejos!
Depois de uma fase turbulenta de angústias e questionamentos cheguei à conclusão de que esse é o momento de resgatar aquelas coisinhas la do passado que me faziam bem. Eu digo coisinhas porque falando assim parece bobagem mas essas tais coisinhas realmente me davam um outro ânimo para a vida, e eram apenas coisinhas, coisinhas gostosas de fazer. Tocar violão, curso de palhaço, aula de francês, ler, correr e até mesmo escrever no blog são exemplos dessas coisinhas gostosas! Talvez meu inimigo tempo não me permita realizar todas elas mas tentar já será um grande começo e se conseguir um grande final! Sejamos práticos, tocar violão vestida de "Nana Banana" cantando uma musica em francês talvez seja uma boa saída...não, não...melhor não. Muita confusão para uma cabeça que já anda muito confusa...uma coisinha de cada vez e não se fala mais nisso, ok? Alguém viu meu violão por ai?

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Alegria


"A alegria de ver e entender é o mais perfeito dom da natureza."

(Albert Einstein)

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Cecília's...

"Esta menina tão pequenina quer ser bailarina.
Mas depois esquece todas as danças, e também quer dormir como as outras crianças."

Cecília Meireles

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Mãe

"Quando eu te vi
Eu me encontrei
Eu me perdi
Foi tão doce de sentir
O que provei!
Quando te vi
Em ti me achei
É você o meu amor,
Agora eu sei"

Não é nada fácil esse meu novo papel de mãe, noites em claro, hormônios à flor da pele, preocupações inevitáveis... mas um imenso amor que não para de crescer! É trabalhoso, mas extremamente prazeroso! Dizem que ser mãe é sorrir em parafuso, e é mesmo! Junto com toda a alegria e ansiedade da espera do bebê chegaram junto as aflições e inseguranças normais da mamãe aqui de primeira viagem. Me preparei sim, achava eu, li revistas e livros, vasculhei quase todos os sites, fiz curso de pais e descobri, na prática, que a única pessoa que pode me ensinar a ser mãe é a minha filha! É um entendimento único, um olhar, um gesto, um toque e entre uma mamada e outra nós vamos nos conhecendo, nos entendo e nos amando cada vez mais. Inevitável não pensar na ligação que existe entre eu e ela, a minha mãe, que certamente sorriu em múltiplos parafusos pra mim e tento lembrar (como se fosse possível) de como era estar nos braços dela e me pego diversas vezes pensando no amor que ela sente por mim, o mesmo amor que sinto quando estou com Cecília no colo, essa ternura que só mãe tem e que só mãe sabe o que é! Nas noites de insônia e de extremo cansaço me recordo dos cursos de palhaço onde aprendi que uma das funções do riso é justamente a de despertar o que a vida nos exige em momentos de tensão: a elasticidade do corpo e do espírito! E é por isso que sorrio pra ela, e ela sorri pra mim! É, a minha mãe estava certa quando me disse que os pais aprendem muito mais com os filhos do que os filhos com os pais, e eu que ainda estou no começo das minhas aulas de "como é ser mãe" já posso concluir que filhos colocam nossos pés no chão e nossas cabeças nas nuvens.

domingo, 12 de setembro de 2010

Xô papão!


...de cima do telhado, deixa a Cecília dormir sono sossegada!!!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Cecília chegou!

"Mamãe é uma roseira
Que o papai colheu;
Eu sou o botaozinho
Que a roseira deu."

Dia 25 de agosto de 2010 eu conheci o amor de uma forma que eu jamais pensei que pudesse existir! Sempre ouvi falar que amor de mãe é o maior amor que existe, porém só quando vivemos esse sentimento somos capazes de saber o que é esse tal amor! Algo que ninguém conseguirá explicar, o amor em sua forma mais pura, mais simples, mais forte e ao mesmo tempo mais singela! Olho pra ela e me pergunto: "Como pude viver tanto tempo sem você?"
Ga, obrigada por ter me dado a jóia mais preciosa da minha vida! Cecília é o botãozinho que surgiu do nosso amor!
Um filho é a melhor coisa da vida e ser mãe é a melhor coisa do mundo!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

É só pensar em você...

"É só pensar em você que muda o dia,
minha alegria dá pra ver, não dá pra esconder.
Nem quero pensar, se é certo querer, o que vou lhe dizer...
Um beijo seu eu vou só pensar em você.

Se a chuva cai, e o sol não sai, penso em você.
Vontade de viver mais, em paz com o mundo e comigo.

Se a chuva cai e o sol não sai, penso em você.
Vontade de viver mais, em paz com o mundo e consigo.

É só pensar em você..."


Fico pensando nas milhares de paixões que tenho na vida: família, amigos, pessoas, viagens, momentos inesquecíveis... mas nada pode ser comparado ao que sinto hoje, esperando a Cecília chegar, é o amor mais puro e pleno que se pode sentir!
É realmente incrível como a maternidade pode transformar uma mulher e como uma "pessoinha" que ainda nem conhecemos pode trazer tanta felicidade!? Essa ansiedade vai aumentando a cada dia, uma espera que parece não ter fim...
E os planos e sonhos que fazemos com ela me dá um sentido novo para viver e tudo fica mais colorido, mais cheiroso, mais gostoso...

Vem logo Ceci que a mamãe está te esperando!

terça-feira, 29 de junho de 2010

"Quando entrar setembro...


"...e a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou juntos outra vez
Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar...
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito
A liçamos sabemos de cor
Só nos resta aprender..."
(Beto Guedes)
Falta muito pra chegar setembro???

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Por que eu sei que é amor...

Porque eu sei que é amor
Eu não peço nada em troca
Porque eu sei que é amor
Eu não peço nenhuma prova

Mesmo que você não esteja aqui
O amor está aqui
Agora
Mesmo que você tenha que partir
O amor não há de ir
Embora

Eu sei que é pra sempre
Enquanto durar
E eu peço somente
O que eu puder dar

Porque eu sei que é amor
Sei que cada palavra importa
Porque eu sei que é amor
Sei que só há uma resposta

Mesmo sem porquê eu te trago aqui
O amor está aqui
Comigo
Mesmo sem porquê eu te levo assim
O amor está em mim
Mais vivo

Porque eu sei que é amor...

Eu sempre digo isso à ele " por que eu sei que é amor" e ele sempre me pergunta: "ha é? e como vc sabe?" Haaaa... tem coisas que a gente simplesmente sabe, ou melhor, sente, e nada é mais verdadeiro que os nossos sentimentos, nem mesmo os filósofos, poetas e profetas conseguem explicar os sentimentos, Freud bem que tentou, mas saber o que realmente sentimos só cabe a nós mesmos, e é por isso que eu sei, ou melhor, tenho certeza que é amor! Posso dizer que tanta certeza, é também, baseada em uma série de fatos e situações. Eu sempre pensava em dividir a minha vida com alguém um dia, apesar de achar que esse dia ainda estava um pouco distante da minha realidade, sempre sonhei em ter alguém pra dividir não só as escovas de dentes e CD's, mas os meus sonhos, desejos e os probleminhas do dia-a-dia. E isso acabou acontecendo com nós dois de uma forma inusitada e muito rápida o que me causou no começo um certo receio, natural com tantas mudanças repentinas. Mas o que eu realmente não esperava é que dividir a minha vida com o Ga fosse ser tão gostoso, que dormir no seu colo e acordar com ele no meu fosse ser tão delicioso, que arrumar a nossa casa, escolher a cor das paredes, o modelo do carro, e decorar o quartinho da nossa bebê fosse ser tão prazeroso, que apesar de cansativo esse nosso começo foi muito compensador pq tivemos muito trabalho, muitas coisas para fazer mas cada detalhe foi feito com amor, com o nosso amor. A Ceci realmente chegou bagunçando a nossa vida mas colocando ordem nos nossos corações. Hoje eu posso dizer que eu nunca fui tão feliz! E é uma felicidade plena, tranquila, que só me faz ter certeza de uma coisa: "... que eu sei que é amor"!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Cecilia

Quantos artistas
Entoam baladas
Para suas amadas
Com grandes orquestras
Como os invejo
Como os admiro
Eu, que te vejo
E nem quase respiro

Quantos poetas
Românticos, prosas
Exaltam suas musas
Com todas as letras
Eu te murmuro
Eu te suspiro
Eu, que soletro
Teu nome no escuro

Me escutas, Cecília?
Mas eu te chamava em silêncio
Na tua presença
Palavras são brutas

Pode ser que, entreabertos
Meus lábios de leve
Tremessem por ti
Mas nem as sutis melodias
Merecem, Cecília, teu nome
Espalhar por aí
Como tantos poetas
Tantos cantores
Tantas Cecílias
Com mil refletores
Eu, que não digo
Mas ardo de desejo
Te olho
Te guardo
Te sigo
Te vejo dormir

(Chico Buarque)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Como fazer uma menina

"Muita atenção que vou dar uma receita de menina.

Para se fazer uma menina, toma-se uma xícara de felicidade, dois botões azuis, pétalas de rosa, um pouco de glacê, um punhadinho de areia, três conchinhas róseas, uma colherada de imaginação. Acrescenta-se também um pouquinho de sal e muito açúcar e mel, uma casquinha de sorvete, o dengo de um gatinho novo e três gotinhas de perfume.

Não esquecer de um espelhinho prateado, pois uma menina é, antes de tudo, mulher, e logicamente vaidosa.

É importante acrescentar uma borboleta amarela, muita inocência e um dedinho com band-aid.
Recolha com cuidado uma gotinha de orvalho, o brilho de uma jóia, todos os matizes de um quadro de Renoir, uma pitada de sonho e muito carinho.
Consiga um pouquinho daquela brisa que sopra do mar, uma colherinha da luz das estrelas, um sorriso inesperado, o ruído de uma onda na praia e deixe tudo isso ao luar.
Misture tudo e acrescente muita ternura e amor, um pouco de teimosia e muita curiosidade, uma lágrima e duas asinhas de beija-flor.

É assim que são feitas as meninas.

São as coisinhas mais lindas que existem na terra, são muito frágeis e ao mesmo tempo fortes e resistentes.

Com apenas uma lágrima comovem o mais duro dos corações, pois ninguém resiste a um pedido acompanhado de um beijo molhado.

Uma menina parece que nasce sabendo que terá a responsabilidade de alegrar, suavizar e colorir a vida."


(Autor desconhecido)


Que venha a nossa menininha, para alegrar, suavizar e colorir a nossa vida!!!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

É hoje! Façam suas apostas...

Depois de uma semana dormindo mal tamanha ansiedade, chegou o grande dia! Ainda não é aquele maior, claro, aquele em que eu vou escutar ele (a) chorando e poder ver o rostinho dele (a), mas já é um grande fato sim, não o mais importante também, pois acho que o mais importante foi o que a médica disse que ele (a) é perfeito e saudável...enfim, pelo menos vou poder escrever Ele ou Ela sem ter que ficar fazendo o "a"... Estou muuuuuuito feliz, na vida tudo dando certo, parece até conto de fadas, e eu que achava que isso só existia em livros! Hoje é aniversário do meu amor, o trintão mais lindo do mundo, a lembrancinha chega hoje às 5 e meia, mas o presentão mesmo só em setembro! Ga te amo! Filho (a) é hoje, heim? Vc não me escapa!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

sexta-feira, 5 de março de 2010

Gabriel


Que menina nunca sonhou com o seu príncipe encantado? Háaa...confesse, vc já sonhou também! Quando era adolescente, me lembro muito bem, pensava no tal sujeito, quando estava no ônibus, voltando pra casa, olhava pra lua e me perguntava: "onde está você agora?". Depois, o tempo foi passando e eu comecei a ver que essa história de príncipe encantado não se passava de uma grande bobagem, só existia mesmo nos contos de fadas e na cabeça das meninas de 15 anos. Coração de melão foi ficando mais esperto, porém nunca deixou de ser de melão, assim como a menina sonhadora de 15 anos nunca deixou de viver dentro de mim! Mas ela adormeceu...
Acho que é o que acontece com todas as mulheres, elas dormem como "Belas adormecidas" até serem despertadas pelos seus príncipes, ou seu verdadeiro homem, aquele que não virá de cavalo branco e nem de capa vermelha, mas que a comoverá com gestos simples, palavras e olhares..."Háaaa, então é você? Sabia que vc viria!" - Pensarão elas. E foi isso que eu pensei quando eu te ví, naquela noite de chuva, com os meus cabelos bagunçados, os seus sapatos molhados, aqueles livros que nos cercavam e aquela curiosidade de saber um pouco mais, ou cada vez mais de você! Tudo tão mágico e tão especial, e a vontade era cada vez maior de estar perto, de estar junto, de estar ao teu lado. Os chocolates adoçavam a minha vida e o último golinho de água que você guardou pra mim matou a minha sede mas não a minha vontade de te ter cada vez mais, e mais. Desculpas nunca faltaram, todos os dias tínhamos algo importantíssimo a ser feito e, é claro, precisávamos da presença um do outro, nada muito declarado, porém, tão pouco disfarçado, uma certa timidez, tudo perfeito, no tempo certo, na hora certa, no momento exato. O nosso príncipe encantado pode ter muitos defeitos, mas só ele consegue fazer com que o tempo pare, e foi naquela terça-feira, com gostinho de pizza e ouvindo o Chico cantar que o tempo parou, e não foi por segundos nem por minutos e sim por horas e horas! Por que Ga? Por que Na? A gente se perguntava. E o tempo voltou a passar, e cada vez mais veloz...não sei mais se te conheço há alguns meses ou algumas vidas! E hoje, depois de tudo que já passamos juntos, dos sustos e alegrias, nós já sabemos a resposta! E assim como eu fui a primeira que você escolheu, você foi o primeiro que eu nunca tive dúvidas, só certezas! Você é o meu príncipe, você é o meu amor!
*
De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(Vinicius de Moraes)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Vida

Você está
em minhas mãos
e do amor
eu não sei o que fazer

Vive a crescer
no coração
como raiz
que se alastra e quebra o chão

Quem, agora está
nas mãos de quem?
Que doce ironia
querer bem!

Você está dentro de mim
onde o amor
faz divisa com a paixão,
um oásis no sertão,
meu tesouro tão sem fim
O que guardo de maior
do melhor que há em mim!


(Suave - Jorge Vercilo)


quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

"Diz se é perigoso...

... a gente ser feliz!

...me ensina a não andar com os pés no chão..."
(Beatriz - Chico Buarque e Edu Lobo)

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Meu cantinho escondido

Dentro de cada pessoa
Tem um cantinho escondido
Decorado de saudade
Um lugar pro coração pousar
Um endereço que frequente sem morar
Ali na esquina do sonho com a razão
No centro do peito, no largo da ilusão
Coração não tem barreira, não
Desce a ladeira, perde o freio devagar
Eu quero ver cachoeira desabar
Montanha, roleta russa, FELICIDADE
Posso me perder pela cidade
Fazer o circo pegar fogo de verdade
Mas tenho meu canto cativo pra voltar
Eu posso até mudar
Mas onde quer que eu vá
O meu cantinho há de ir

Dentro...
(Marisa Monte)